domingo, 9 de Março de 2014

UM SÁBADO NO CAIS DA PEDRA

Um restaurante não define necessariamente o Chef que está à sua frente, como um chefe também não define o restaurante. Sobretudo quando esta arte se transforma num negócio, em números, receitas (financeiras) e notoriedade.

Não sou ingénuo ao ponto de pensar que alguém se mete numa aventura destas apenas motivado pela paixão pelo mundo da comida. Mas eu sempre fui da opinião que ter um restaurante é como viver um amor. Nenhum deles se pode partilhar ou dividir. Requerem trabalho, atenção permanente e exclusividade absoluta. A não ser assim obtém-se a receita do desastre.

É o que acontece com o Cais da Pedra. Não é que a comida seja má, que os empregados sejam antipáticos ou que o espaço seja desagradável. Antes pelo contrário. A comida não é má, os empregados não são antipáticos, e o espaço não é desagradável. Mas não vai além disso,  e para mim não chega. Para mim é preciso sair a pensar que a comida é óptima, o serviço é maravilhoso e o espaço é deslumbrante. A pensar que, apesar de ter acabado, valeu a pena viver esse momento.

Do que falo não é de uma comida necessariamente inovadora ou complexa, não falo de um serviço profissionalmente correcto, ou de um espaço de cortar a respiração. Falo de um lugar onde me sinta em casa. Onde perceba que as pessoas que lá trabalham se preocupam verdadeiramente conosco, com o nosso bem estar. Que estão contentes de lá estar, orgulhosas do que têm, e com um sentimento de que aquilo também é deles. E isso não é fácil de conseguir. É preciso, acima de tudo, haver amor. E como diria o sabedor JP: "para haver amor, não pode haver obrigação!".

Aqui não acontece nada disso. É a despachar. E, excluindo as famosas casas de fast food, as cantinas ou os refeitórios de self service, onde a ideia é mesmo essa, um restaurante, como um amor, não pode ser a despachar. Senão não resulta. E para mim, este não resulta.

Tenho pena, porque o Chef é bom, o conceito, a qualidade e as ideias também. Mas falta o ingrediente principal: amor e dedicação. Às pessoas, não às mais valias.


sexta-feira, 8 de Março de 2013

3 Step Restart Shake

Nada mas fácil e refrescante do que um batido matinal depois de uma sessão de ginásio. Não tenho foto porque já o bebi todo antes de me lembrar de vir aqui... uppps, mas tá prometida!

Há mil combinações e todos os dias faço uma diferente, mas aqui fica a de esta manhã, dedicado à mulher, pelo seu dia de hoje: banana, maçã, nozes e hortelã, com rima logo pela mañha!

Nada que saber:

1 banana
1 maçã
Leite q.b (1/2 litro mais ou menos p mim....)
Nozes 3 nozes ( 2 para o mix, uma para decoração)
Folha de hortelã
Canela (opcional e decorativo....)

1. Deitar a banana e maçã cortadas às rodelas para o copo misturador. Juntar o leite e 2 nozes. Mixar bem, até ficar cremoso.

2. Deitar o conteudo num copo grande, decorar com uma folha de hortelã, polvilhar com canela e salpicar com a restante noz, mal picada (eu esmago à mão).

3. Sentar relaxado e beber!!


quinta-feira, 28 de Fevereiro de 2013

Tamos todos no mesmo barco!!

Aguentem a tempestade!!!! tamos todos no mesmo barco!! é so uma questão de manter a calma e ter confiança, que tudo corre bem e o barco encontra o caminho!!!

Força pessoal!!!

e se nada disso resultar... azeitonas!!!!

quinta-feira, 10 de Janeiro de 2013

Os Azeitonas - Anda Comigo ver os Aviões (Showcase) - MYWAY



ah pois é, assim de simples! Nada como um momento musical para lembrar e acompanhar aquelas refeições inesquecíveis...

terça-feira, 8 de Janeiro de 2013

quarta-feira, 19 de Dezembro de 2012

Sopa de cenoura e coentros pró infantil

Aqui vai uma sopa fácil para quando não se sabe fazer sopa de cenoura e os filhos pequenos têm que comer...
 
Ingredientes:
Cenouras (6 ou7)
1 cebola
1pequeno molho de coentros (quantidade a olho)
1 litro de caldo de legumes ou um  cubo num lt de água)
1 batata
Azeite

Preparação:
1. Refoga-se a cebola picada em azeite. Quando estiver bem refogada, deita-se as cenouras cortadas às rodelas grossas. Junta-se um pouco de água apenas para não queimar a cebola. Deixa-se uns minutos.

2. Junta-se  a batata cortada também aos quadrados grossos, e os coentros picados. Mexe-se bem e deixa-se cozinhar os legumes até ficarem amolecidos. Quando conseguirem cortar a cenoura com uma colher de pau, está pronto.

3. Junta-se o caldo de legumes, e água adicional até os legumes ficarem à vontade. Nesta fase maais vale por agua a mais, porque sempre se pode retirar um pouco antes de passar com a varinha. Vejam se precisam de sal. Com os calods em cubo não é preciso.

4. Deixa-se ferver a água. Quando ferver, baixa-se o lume, e deixa-se uns 20 minutos ao lume.

5. Antes de passar a varinha, retira-se um pouco da água com uma conncha, e reserva-se. Passa-se  a varinha até obter um creme. Mais vale ficar mais grossa ao início enquanto se passa a varinha, e vai-se juntando de novo a água que se retirou, para obter a espesssura desejada. Continua-se a passar até ficar ao gosto.

6. Se tudo correr bem, fica com o aspecto da foto...


sexta-feira, 30 de Novembro de 2012

Marquês de Pombal II - Inquérito aos profissionais do sector dos transportes públicos

Para corroborar a minha visão sobre a brincadeira no Marquês de Pombal, fui para o terreno e cada vez que utilizo os transportes publicos pergunto aos profissionais do sector o que acham desta jogada municipal feita ao estilo dos pais de Helen Keller quando ela se portava mal em casa.

Até agora, do universo dos inquiridos, 100% não está de acordo com as alterações efectuadas.

"É uma jogada para lixar a vida dos outros"  ou "como ele é o chefe de lisboa e não quer pagar as multas da UE por causa dos níveis de poluição...." ou "cada um tem que deixar a sua marca, este alterou as vias no MP. Agora quem vem da A5 e quer ir para a Duque de Loulé, tem  que ir dar a volta ao bilhar grande... ou não utiliza o tunel e se mete no labirinto das avenidas, ou vai direto para a Fontes Pereira de Melo..." são alguns dos comentários que recebi ao longo destes último dias.

Caso queiram participar deste inquérito, façam as vossas inquirições pessoais e deixem aqui o vosso comentário. De certeza que deve ser interessante!