terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Choco e Lula - Descubra as diferenças...



Toda a gente pensa que choco e lula são mais ou menos a mesma coisa. Por isso quis, fotograficamente, demonstrar que não é assim... são ou não são diferentes???

Bom, agora a sério, geralmente, quando se tem que explicar a diferença, a explicação que mais oiço, e que dou também, é que o choco é uma espécie de lula, mas mais pequeno. Surgem saempre aquelas situações do género "não sabes?? o choco é uma espécie de lula pá, so que é mais pequeno...tu também, não sabes nada!"

Pois bem, fiquei sabendo que apesar de serem ambos moluscos marinhos,como também o é a ostra, são animais diferentes tanto na forma como na composição.

"Our friend" Wikipedia esclarece:

Os Chocos ou sibas (sépias no português brasileiro) são moluscos marinhos da classe Cephalopoda, ordem Sepiida.

Os chocos têm uma concha interna, bolsa de tinta, oito braços e dois tentáculos.
Possuem uma capacidade de mimetismo considerada superior à de um camaleão; suas gamas incríveis de cores são devidas às células especiais, os cromatóforos.

Um animal tímido, os chocos têm uma vida tanto diurna como noturna, alimentando-se de outros pequenos seres, tais como camarões, peixes e outros.

Depois que capturam suas presas, eles as matam com um mecanismo na sua boca, semelhante a uma faca, com que retalham suas vítimas, que são, por sua vez, comidas por outros cefalópodes.

lulas são tipos de moluscos marinhos da classe Cephalopoda, subclasse Coleoidea, ordem Teuthida, que inclui subordens, Myopsina e Oegopsina (esta última inclui a espécie Architeuthis dux, a lula-gigante).

Como todos os cefalópodes, caracterizam-se por possuírem cabeça distinta, simetria bilateral e tentáculos com ventosas. Assim como o choco, a lula tem oito braços, para a captura de alimento, e dois tentáculos, com função na reprodução.

As lulas têm cromatóforos na sua pele, ou seja, células que permitem mudança de cor dependendo do ambiente em que se encontram, o que caracteriza sua capacidade mimetizante. Sendo coleóides, têm uma concha interna, chamada de pena, devido ao seu formato similar a penas de aves.

As lulas movem-se por intermédio de propulsão, ejetando grandes quantidades de água armazenadas na cavidade do manto, através de um sifão de grande mobilidade e capacidade de direcionamento dos jatos. Por esta razão, além de seus corpos altamente hidrodinâmicos, são fortes rivais dos peixes no que se refere à habilidade de natação e manobrabilidade. Na boca, as lulas apresentam a rádula quitinosa que lhes permite triturar alimentos e que é a característica comum a todos os moluscos, exceto Bivalvia e Aplacophora.

As lulas respiram por duas guelras e têm um sistema circulatório bombeado por um coração principal e dois subsidiários. São animais exclusivamente carnívoros, alimentando-se de peixes e outros vertebrados, que capturam através dos braços.

A maioria das lulas não tem mais que 60 cm de comprimento, mas já foram identificadas lulas-colossais com 14 metros (já foi identificada uma lula com 450 kg). Estas são os maiores invertebrados do mundo.

2 comentários:

  1. Coitadinho do nosso presidente...rssss...se for assim prefiro os chocos...apesar de nunca ter visto um exemplar na minha vida...mas como neste mundo nada é impossível, posso esperar!!!

    ResponderEliminar